blogdosperrusi
TorcedorCoral

dez 23

Ah, essa época natalina…!
Há quem se estresse
Quem alivie a própria consciência…
Há quem se limpe
Se suje
Há quem mate
Quem compre
Há quem pare
Pragueje
Há quem se arrependa
Aprenda
Há quem espere
Hesite
Há quem resista
Odeie…

E há sempre Ele…
Sempre haverá

Ensinando a não mais se esperar pelo Natal
para
Serenar
Limpar
Sujar
Criar
Seguir
Sussurrar
Agir
Ensinar
Fazer
Decidir
Obedecer
AMAR.

Feliz Natal! Que Jesus abençoe a todos!

6 comentários

  1. Arsenio
    1

    Magna, minha amiga. Belo Poema. O que eu vou comentar?

    Apenas enviar para essas sementes que não param de vicejar, um velho poema de Fernando Pessoa, um poema que apresenta um lado positivo, e um lado trite, como o próprio Pessoa, que não era um, e sim um ser dilupido em milhões de outros seres. Tamanha a sua genialidade. Que até hoje crítico aslgum consegiui explicar. E nem vai conseguir.

    Desejo-lho, com o mais profundo e sincero sentimento, mais do que um Felizz Natal. Um Feliz TUDO!!
    PRA VOCÊ TODA A SUA FAMÍLIA. PARA TODOS NÓS

    bjos do amigo
    Arsenio

    Lá vai o poema:

    Natal… Na província neva.
    Nos lares aconchegados,
    Um sentimento conserva
    Os sentimentos passados.

    Coração oposto ao mundo,
    Como a família é verdade!
    Meu pensamento é profundo,
    Estou só e sonho saudade.

    E como é branca de graça
    A paisagem que não sei,
    Vista de trás da vidraça
    Do lar que nunca terei!

  2. Arsenio
    2

    envio novamente, sem os erros, ehehe…

    "Magna, minha amiga. Belo Poema. O que eu vou comentar?

    Apenas enviar para essas sementes que não param de vicejar, um velho poema de Fernando Pessoa, um poema que apresenta um lado positivo, e um lado triste, como o próprio Pessoa, que não era um, e sim um ser diluído em milhões de outros seres. Tamanha a sua genialidade. Que até hoje crítico algum conseguiu explicar. E nem vai conseguir.

    Desejo-lho, com o mais profundo e sincero sentimento, mais do que um Feliz Natal. Um Feliz TUDO!!
    PRA VOCÊ TODA A SUA FAMÍLIA. PARA TODOS NÓS

    bjos do amigo
    Arsenio

    Lá vai o poema:

    Natal… Na província neva.
    Nos lares aconchegados,
    Um sentimento conserva
    Os sentimentos passados.

    Coração oposto ao mundo,
    Como a família é verdade!
    Meu pensamento é profundo,
    Estou só e sonho saudade.

    E como é branca de graça
    A paisagem que não sei,
    Vista de trás da vidraça
    Do lar que nunca terei!

  3. Magna Santos
    3

    Meu amigo Arsênio, que alegria!
    Nesta época fico igual a um "prato de papa". Jesus me comove muito, gratidão me comove muito.
    Como as palavras são poderosas – instrumentos de Deus (Gibran aconselhava: "…deveis pronunciá-las ou escrevê-las lembrando-vos da sua eternidade" – acabei mudando uma pequena parte do poema: ao invés de "até um dia que em não esperaremos mais pelo Natal", ficou: "ensinando a não esperar" (o "até" me incomodou).
    Agora vou começar meu dia bem.
    Agradecendo a Deus por Pessoa, Gibran, Patativa, Drummond, Quintana, você…todos os poetas.
    Muito obrigada por tudo.
    FELIZ NATAL A VOCÊ E SUA FAMÍLIA! QUE JESUS TE COMPANHE SEMPRE.
    Beijão, meu irmão!
    Magna

  4. Magna Santos
    4

    Misericórdia, ando engolindo letras, palavras, frases e pontuação ultimamente. Um caso sério, Arsênio. Nem vou corrigir, dê um desconto.

  5. Anonymous
    5

    Ei, prato de papa, Feliz Natal atrasado, e um Feliz Ano Novo ainda a tempo… hahaha!

    Ando muito por aqui. Nem sempre comento, mas estou sempre por aqui.

    Saudades, tia!

    Beijossss!

    Iamara.

  6. Magna Santos
    6

    FELIZ NATAL também pra ti e todos os nossos!
    Que Jesus seja companhia constante em 2011.
    E obrigada pela presença, mesmo que silenciosa…ao menos, silenciosa aqui, porque aí sei que não é bem assim.
    Beijão bem grandão!
    Magna

Plante a sua semente para Anonymous

DimasLins