InscritosEmPedra
DimasLins
POUCO*

POUCO*

mar 27

Tudo o que escrevo tem sido pouco
A vida tem sido tão intensa que as letras explodem nos dedos
Quando as ameaço

Só me restam as palavras soltas
Escapadas…
Como pássaros

*Foto do amigo Pachelly Jamacaru, cujo talento esbanja no seu blog.

6 comentários

  1. Hai-kai além de qualquer conceito. Perfeito.

  2. Haja palavras para tanta intensidade vivida!
    Que venham, então, soltas, livres, esvoaçantes, e belas.
    Seja como for, sempre vêm belas e delicadas.

    Beijo, minha querida!

    Inês

    p.s. A propósito, todas elas, as palavras, deixadas nos meus rios, são do tamanho do carinho que tenho por você, minha doce e linda Magna.

  3. Que lindo! Que vôo! Que vida!!!…

  4. EDGAR MATTOS
    4

    A Vida não cabe nas palavras. Mesmo que soltas pela inspiração de uma Poeta. Diga-nos mais, Magna. “Eu quero saber da sua vida”…

  5. Quatro amigos generosos é tanto que meu pouco se acanha e tenta responder compassivamente a cada um. Não consegue. É muito pouco qualquer palavra.
    Assim, compassivamente, Domingos, Inês, Fabi, Edgar: o-b-r-i-g-a-d-a!-!-!
    Que Deus abençoe cada um de vocês!
    Abração!!
    Magna
    Obs.:Edgar, qual seria a música para te responder? Poderia ser Aquarela, É, Semente do Amanhã…mas também pode ser esta de Ednardo: “(…)a vida é uma pessoa sem medo no caminho”(Imã)

  6. Que elas escapem sempre, porque vão desenhando belíssimos voos nos céus, essas ‘palavras-pássaro’, imensas na amplidão dos sentimentos. Muito lindo, Maga, muito lindo!

    Um beijão!

Plante a sua semente para Fabiana Coelho

blogdosperrusi