InscritosEmPedra
DimasLins
FÚTIL

FÚTIL

jul 09

Recolhi minha insignificância

Num dia de domingo

Guardei a sete chaves

Sete canções

Sete senhas

 

Não, meu caro, não espere nada de mim

Não me espere

O tempo

 

Não, meu caro, não poderei servir-te

Ando muito ocupada

Decorando a minha casa

Com minha insignificância

8 comentários

  1. Uma insignificância tão cheia de significados… Vislumbrei uma casa cheia de sol, com o cheiro de alfazema exalando pelos cômodos, cheiro de frescor, de novos ares, outro tempo onde perdê-lo será apenas um gosto profundamente seu…

    Vamos ver se eu consigo destravar as portas da minha desvontade, a partir desse seu poema tão místico… e lindo!

    Beijos, querida Magníssima!

  2. Insignificância que eu chamaria de humildade.
    Andei sumido, mas estou de volta.
    Saudades do Sementeiras, saudades de você.

    Grande abraço, Magna.

  3. Insignificância coisa nenhuma!!! Se vc soubesse o quanto vc, ao decorar tua casa, decora também a casa dos que te cercam…

  4. Val, Hérlon, Fabi:
    O pensamento popular que diz: “tiramos os outros por nós”, aqui, nos comentários de vocês, é muito bem aplicado.
    Obrigada por tamanha generosidade, amigos.
    Beijos.
    Magna

  5. EDGAR MATTOS
    5

    Quem tem sete canções para guardar, quem tem sete senhas para ser decifrada, quem tem a alma decorada com tantas significações que nem a inspiração da sua exuberante Poesia logra revelar, não conseguirá disfarçar, sob o véu da modéstia e da simplicidade, a grandeza da sua alma.

    • Ao que chamas de modéstia, chamo sinceridade.
      Muito obrigada, querido amigo, por usares sempre as palavras como fontes de afeto, amizade, respeito e generosidade. Elas são o espelho da tua alma, Edgar.
      Abração.
      Magna

  6. Magna,

    só gratidão! Você e Quintana me fizeram chorar de emoção em tua última visita. Gracias!!!!!
    E chego aqui em tua casa e as palavras regam o mundo… Só gratidão!

    • Silvinha, poetas como você têm as lágrimas sempre prontas e o riso tão fácil e sincero que comove tanto quanto.
      Beijão e eu é que agradeço.
      Magna

Plante a sua semente para Silvinha

blogdosperrusi