blogdosperrusi
TorcedorCoral
DESPERTAR

DESPERTAR

jan 22

Nesta manhã, resolveu que adiaria seu despertar para não passar mais um dia como sonâmbula. Deita-se novamente. Espicha-se na cama como gato, ronrona e tenta serenar a cabeça que teima em pensar. Adormece. Acorda com os dois pés fora da cama, pois nunca foi chegada a superstições. Tropeça no brinquedo esquecido pelo filho na noite anterior, quando brincou até os dois desmaiarem de sono....

DESENOVELAR

DESENOVELAR

dez 05

A notícia da ausência é anunciada antes da espera. Sobra-lhe mais tempo para almoçar e descansar. De quê? Abre a boca inúmeras vezes, como a reter um pouco mais de ar. Parece-lhe pouco as horas do dia. Costuma avançar pela noite, tentando aproveitar o tempo que de longe lhe acena e de perto lhe dá petelecos: _ Acorda, menina! Não, dorme, menina! Enquanto a insônia perdura, vai-se...

QUANDO HISTÓRIAS VIRAM REALIDADE

QUANDO HISTÓRIAS VIRAM REALIDADE

nov 23

Ela se atola em exigências. Diante do espelho reflete sobre o muito que deixou de ser. De tanto deixar, já não sabe quem direito é. Sabe, é certo, por exclusão: não sou assim, não sou assado, não gosto disso e daquilo. Autoconhecimento por exclusão é tudo o que tem. Conhecer-se nas negativas. Suas interrogações viajam a velocidade da luz. Não consegue sossegar direito o espírito...

MILAGRE

MILAGRE

out 12

O espetáculo começava todo santo dia, porém algo especial marcou presença naquele raiar de sol. O circo estava com as portas abertas – sua tenda aberta – sem restrições. A cidade foi toda convidada: “venham todos, venham todos! O espetáculo precisa começar!”. Repetidamente, uma voz infantil proclamava estas palavras em um lento carro de som. Era de um encantamento...

ESTÁTUA VIVA

ESTÁTUA VIVA

set 29

Não me escreva cartas velhas, cheias de cera antiga. Nem ouses me dizer palavras caducas. Faz tempo que não escuto nada além da minha própria voz…agora penso o que vou fazer com este sonho, este pesadelo. Não tenho alternativa. A mala continua na cozinha, por falta de apetite e, talvez, por excesso de vazio. Ao menos, de lá, lembro da última vez que nos demos as mãos. Sim, foi...

DEGUSTE

DEGUSTE

set 01

Quatro meses para o final do ano. O tempo encolhe à medida que ela vive. Tanto ainda por fazer e nem imagina quando poderá. Hoje resolveu acabar com as inimizades. Almoçou com um desafeto e o viu colocar folhas no lugar da carne. A alimentação de alguém deve dizer algo a mais. Não seria simples dieta, quem sabe a tentativa de tornar-se mais leve. Pensando bem, a alimentação dela era bem...

Página 1 de 3123